Contratação de Tommaso G. Bezzi

1882

Em 1882, o engenheiro italiano Tommaso Gaudenzio Bezzi foi contratado pela Comissão Central para elaborar o projeto da planta de um Edifício-Monumento. 

Bezzi nasceu em Turim, Itália, em 1844. Durante uma viagem para a América do Sul, desenvolveu diversos projetos de residências, prédios e linhas telegráficas no contexto de modernização da Argentina. 

Fixou-se no Brasil na década de 1870, onde trabalhou em alguns projetos e passou a frequentar a Corte no Rio de Janeiro. Casou-se com Francisca Nogueira da Gama Carneiro de Bellens, neta do mordomo do Paço Imperial.

Segundo o próprio Bezzi, sua indicação para o projeto do Ipiranga teria sido feita pelo superintendente de obras públicas da Província de São Paulo, Ignacio da Gama Cochrane. Porém, há quem diga que ele tenha sido indicado pela Corte, pois já era bem relacionado com algumas figuras do cenário político da época, além de sua amizade pessoal com D. Pedro II.

A escolha do engenheiro provocou polêmica na imprensa paulista, que criticava a escolha do italiano e não de algum brasileiro com igual competência. 

Após a escolha de Bezzi, em 10 de outubro de 1882 foi colocada a primeira pedra do monumento durante uma solenidade. Em 17 de novembro, o projeto do engenheiro foi entregue para a Comissão Provincial do Monumento do Ipiranga em São Paulo. 

 Foto em tons amarronzados de um grupo de pessoas ao ar livre.Ao centro está um homem branco, Tommaso Gaudenzio Bezzi, de cabelos e longos bigodes brancos. Ele usa uma camisa clara com a gola virada para cima, gravata preta e paletó escuro. Ele segura um chapéu escuro na mão direita, que está apoiada na perna direita dele.Bezzi está sentado e, ao redor dele, há homens, mulheres e crianças. À esquerda há um garotinho que está sentado no colo dele; uma mulher de cabelos brancos; e uma mulher que segura uma garotinha no colo. Á frente de Bezzi está um jovem, que está sentado no gramado. Atrás dele há uma menina e um jovem, em pé. À direita estão duas mulheres, uma delas segura na mão de um garotinho que está em pé e à frente da outra mulher. E na extrema direita, um homem de bigodes pretos está sentado em uma muretinha.Ao fundo há um suporte em arco, coberto de pequenas folhas. Fim da Audiodescrição.         
Anônimo. Bezzi (ao centro) cercado por familiares. Acervo Museu Paulista da USP (Coleção Bezzi). Créditos da digitalização: José Rosael. 
 Audiodescrição: Projeto de Tommaso G. Bezzi. É um desenho, em tons amarronzados, da fachada do Museu do Ipiranga, que é um imenso edifício com o corpo composto por três torres interligadas por galerias. Fim da Audiodescrição.      
Desenho do projeto por Tommaso G. Bezzi. Créditos da imagem: Acervo Museu Paulista da USP.   

 

0 comments

Comment
No comments avaliable.

Author

Info

Published in 8/09/2021

Updated in 25/11/2021

All events in the topic HISTÓRIA DO EDIFÍCIO:


07/09/1822Independência do BrasilIndependência do Brasil
07/09/1823Monumento comemorativo da Independência Monumento comemorativo da Independência
18691875Retomada do projeto Retomada do projeto
1882Contratação de Tommaso G. Bezzi Contratação de Tommaso G. Bezzi
1888Contratação do pintor Pedro AméricoContratação do pintor Pedro Américo
1895Abertura do Museu PaulistaAbertura do Museu Paulista
19071909Construção do primeiro jardimConstrução do primeiro jardim
07/09/1922Centenário da Independência do Brasil Centenário da Independência do Brasil
1922Construção do segundo jardim
1950Abertura do porão
1955Restauro da Casa do GritoRestauro da Casa do Grito
1975Tombamento pelo CONDEPHAAT
199001/1995Reformas parciais e restauro da sanca Reformas parciais e restauro da sanca
06/12/199028/04/1991Exposição "Às margens do Ipiranga: 1890-1990"Exposição "Às margens do Ipiranga: 1890-1990"
1998Tombamento pelo IPHAN
06/200519/12/2012Antecedentes do fechamento do Museu
18851890Construção do Edifício-monumentoConstrução do Edifício-monumento