Skip to content

Batalha de Alfarrobeira

20/05/1449

A Batalha de Alfarrobeira foi o recontro travado entre o jovem rei D. Afonso V e o Infante D. Pedro, seu tio, a 20 de maio de 1449, junto da ribeira do lugar de Alfarrobeira, em Vialonga, perto de Alverca. No princípio do ano de 1448, aconselhado pelo seu tio bastardo Afonso, Duque de Bragança, pelo Conde de Ourém e pelo arcebispo de Lisboa,  D. Afonso V decidiu afastar do governo do reino, o seu tio, que abandonou a corte, a pretexto da administração das suas terras e instalou-se na casa ducal de Coimbra.

A intriga surtiu efeito no espírito do monarca que não atendeu às tentativas de conciliação quer do próprio D. Pedro, que lhe escreveu renovando a sua obediência e defendendo-se das calúnias, quer do Infante D. Henrique e do conde de Avranches, que pretenderam evitar o celeuma.

O rei escreveu então, no final desse ano, ao duque de Bragança requisitando-o à corte, mas acompanhado de escolta uma vez que teria de atravessar as terras de Coimbra. D. Pedro, sabedor da vinda do seu inimigo, proibiu-lhe a passagem pelas suas terras e foi considerado súbdito desleal ao rei. Logo se publicam éditos contra o Infante e os seus aliados e o rei investiu, com as suas tropas, na tentativa de submetê-los, instalando-se em Santarém; por sua vez D. Pedro desceu por Coimbra em direção a Lisboa e encontrou as tropas reais no lugar de Alfarrobeira, em Vialonga.

Travada a batalha, as tropas do monarca saíram vitoriosas e o Infante morreu no combate e com ele vários fidalgos que o acompanhavam, nomeadamente o seu "braço direito", D. Álvaro Vaz de Almada, sob o grito "Meu corpo sinto que não podes mais, e tu, minh'alma já tarda; é fartar vilanagem".

Foi geral a reprovação europeia, perante a conduta de D. Afonso V. Nesse momento, D. Isabel de Portugal, Duquesa da Borgonha, recolheu na corte da Borgonha os sobrinhos órfãos D. Jaime, mais tarde arcebispo de Lisboa e cardeal, D. João, futuro príncipe de Antioquia e D. Beatriz, futura esposa de Adolfo de Clèves, senhor de Ravenstein.

Em resumo, a batalha de Alfarrobeira representa o triunfo da corrente senhorial sobre os princípios de centralização régia que já anunciavam a Idade Moderna. Contudo, convém lembrar que este embate foi, em parte, um conflito entre as duas grandes casas senhoriais da altura, Coimbra e Bragança, numa querela originada nos inícios da Regência, logo após a morte do Rei D. Duarte.


1449 (20 de Maio) - Batalha de Alfarrobeira entre o jovem Afonso V e o Infante D. Pedro seu tio
ENCONTROS COM A HISTÓRIA 23
Battle Of Alfarrobeira Video

0 comments

Comment

No comments avaliable.

Author

Info

Published in 21/03/2019

Updated in 19/02/2021

All events in the topic Diplomacia e Guerra:


09/05/1386Tratado de WindsorTratado de Windsor
01/12/164013/02/1668Guerra da RestauraçãoGuerra da Restauração
06/12/1383A morte do Conde AndeiroA morte do Conde Andeiro
05/1384Começa o cerco de LisboaComeça o cerco de Lisboa
29/05/1385Batalha de Trancoso;
14/10/1385Portugal vence a Batalha de Valverde
20/05/1449Batalha de AlfarrobeiraBatalha de Alfarrobeira
21/08/1415Conquista de CeutaConquista de Ceuta
01/03/1476Batalha de ToroBatalha de Toro
04/1478Batalha Naval da GuinéBatalha Naval da Guiné
04/08/1578Batalha de Alcácer-QuibirBatalha de Alcácer-Quibir