Estabelecimento dos Portugueses em Timor

01/08/1515View on timeline

RTP:

A primeira fortaleza portuguesa em Timor foi construída 1515, mas já existiam informações sobre este território antes desta data. A presença portuguesa naquela ilha prolongou-se até 1975, ano em que o país foi ocupado pela Indonésia. O território só se tornou independente em 1999.

Informações adicionais:

Timor Português era o Timor-Leste quando era colónia portuguesa (1596-1975). Durante grande parte desse período, Portugal partilhou a ilha de Timor com as Índias Orientais Neerlandesas, hoje Indonésia. Para além disso, Portugal controlou ainda, nas imediações da ilha, e a ela sujeita, a ilha das Flores, no arquipélago de Sunda.

História

O primeiro documento europeu conhecido que refere a ilha é uma carta de Rui de Brito Patalim a Manuel I de Portugal, datada de 6 de janeiro de 1514, na qual são referidos navios que tinham partido para Timor. Atraídos inicialmente pelos recursos naturais, os portugueses trouxeram consigo missionários e a religião católica.

Com a chegada do primeiro governador, vindo de Portugal em 1702, deu-se início à organização colonial do território, criando-se o chamado Timor Português.

O Tratado de Lisboa, celebrado a 20 de abril de 1859 entre os reinos de Portugal e dos Países Baixos conduziu à demarcação das possessões portuguesas e neerlandesas em Timor e ilhas adjacentes. Pelos termos desse tratado, Portugal cedeu Larantuca, Sicca e Payas, na ilha das Flores, Wouré, na ilha de Adonara, e Pamung Kaju, na ilha de Solor. Em contrapartida, os Países Baixos cederam o reino de Maubara e renunciaram a Ambeno, na ilha de Timor, assim como renunciaram a Ataúro e pagaram uma compensação de 200 000 florins.

No contexto da Segunda Guerra Mundial, apesar de Portugal ter permanecido neutral, após o Ataque a Pearl Harbor, em Dezembro de 1941, Timor Português foi ocupado por tropas australianas e holandesas, a pretexto de impedir uma invasão japonesa. Mediante os protestos diplomáticos portugueses e o compromisso de respeito aos direitos de Portugal, foram enviadas para Timor tropas portuguesas estacionadas em Moçambique. A invasão japonesa materializou-se em Fevereiro de 1942, tendo os Aliados e voluntários timorenses - com especial destaque para o Régulo D. Aleixo Corte-Real, que se recusou a entregar a Bandeira de Portugal aos japoneses e, por tal acto, foi executado, Comendador da Antiga e Muito Nobre Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito a título póstumo e figura central da última série de notas do período colonial -, passaram a recorrer à guerra de guerrilha. Aquela que ficou conhecida como a Batalha de Timor (1942-1943) resultou num elevadíssimo número de civis timorenses mortos, calculado entre 40 e 70 mil.

Monumento a Nossa Senhora em Díli, com o brasão do Timor Português em evidência

Para recuperar e defender os interesses portugueses em Timor, o governo de António de Oliveira Salazar negociou e assinou acordos de cedência de bases aéreas nos Açores aos Estados Unidos. Ao final do conflito, Portugal recuperou a sua antiga possessão, entretanto arrasada.

Após 1949, as Índias Orientais Holandesas tornaram-se independentes, adoptando o nome de Indonésia.

Até 1959, a pataca timorense foi a moeda usada em Timor, altura em que foi substituída pelo escudo de Timor, baseado no escudo português, que circulou até à invasão indonésia de 1975.

Em 1960, a Assembleia Geral das Nações Unidas, através da Resolução 1514 de 14 de Dezembro de 1960, considerou o Timor Português como um território não autónomo sob administração portuguesa. Tal nunca foi aceita pelos governos dos Presidentes do Conselho António de Oliveira Salazar e Marcelo Caetano e pela Constituição de 1933 que continuaram a considerar o território como parte integrante de Portugal. Porém, tal resolução da ONU veio, todavia, a ser aceita pela Lei 7/1 974 de 27 de Julho do Conselho da Revolução que demonstrou a aceitação da independência de todos os territórios ultramarinos.

Em 1975, na sequência da Revolução dos Cravos em Portugal e da decisão de proceder à rápida autodeterminação de todas as províncias ultramarinas, Timor Português declarou unilateralmente a independência — Portugal tentava, nesta altura, resolver os conflitos ultramarinos e nunca incluiu Timor devido à distância.

Da declaração de independência foi rapidamente seguido da invasão e anexação pela Indonésia que nunca foi reconhecida pelas Organização das Nações Unidas (era um protectorado). Apesar da declaração em 1960, por parte da ONU, de que o Timor Português era um território não autónomo sob administração portuguesa, há defensores da ideia de que, à luz do direito internacional, só a 20 de Maio de 2002 é que Timor Português deixou formalmente de existir ao se proclamar a independência da República Democrática de Timor-Leste.

Um pelotão a cavalo preparando-se para uma patrulha (1968/70)
António Macedo (oficial do Exército Português) com tropas nativas (década de 1930).

0 comments

Comment

No comments avaliable.

Author

Info

Published in 11/11/2020

Updated in 19/02/2021

All events in the topic Descobrimentos Portugueses:


Invalid DateConquista de CeutaConquista de Ceuta
Invalid DateDescoberta do Arquipélago da MadeiraDescoberta do Arquipélago da Madeira
Invalid DateDesembarque no Arquipélago dos AçoresDesembarque no Arquipélago dos Açores
Invalid DateGil Eanes dobra o Cabo BojadorGil Eanes dobra o Cabo Bojador
Invalid DateDerrota Portuguesa em TângerDerrota Portuguesa em Tânger
Invalid DateDescoberta e Conquista da GuinéDescoberta e Conquista da Guiné
Invalid DateNasce Bartolomeu DiasNasce Bartolomeu Dias
Invalid DateDescoberta de Cabo VerdeDescoberta de Cabo Verde
Invalid DateConquista de Alcácer CeguerConquista de Alcácer Ceguer
Invalid DateNasce Pedro Álvares CabralNasce Pedro Álvares Cabral
Invalid DateNasce Vasco da GamaNasce Vasco da Gama
Invalid DateConquista de Arzila e de TângerConquista de Arzila e de Tânger
Invalid DateCristovão Colombo chega à AméricaCristovão Colombo chega à América
Invalid DateAssinatura do Tratado de TordesilhasAssinatura do Tratado de Tordesilhas
Invalid DateDescoberta do Caminho Marítimo para a ÍndiaDescoberta do Caminho Marítimo para a Índia
Invalid DateDescoberta do BrasilDescoberta do Brasil
Invalid DateConquista de OrmuzConquista de Ormuz
Invalid DateConquista de GoaConquista de Goa
Invalid DateConquista de MalacaConquista de Malaca
Invalid DatePortugueses chegam à ChinaPortugueses chegam à China
Invalid DateEstabelecimento dos Portugueses em TimorEstabelecimento dos Portugueses em Timor
Invalid DateFernão de Magalhães - Inicia a volta ao MundoFernão de Magalhães - Inicia a volta ao Mundo