Infante D. Pedro de Bragança, 3º Senhor da Casa do Infantado, amplia a Quinta de Queluz à dimensão de um palácio real

01/01/174201/01/1786View on timeline

Entre 1747 e 1786, o infante D. Pedro, promoveu e coordenou uma concertada campanha de obras, em que ampliou e transformou o chamado Paço Velho (Castelo Rodrigo) em Palácio Real representativo da arquitetura rococó e neoclássica da segunda metade do século XVIII em Portugal.

Se inicialmente a intenção era a de usar Queluz como simples casa de campo, o incêndio que em 1751 destruiu o palácio Corte Real em Lisboa, alterou os projetos do Infante. O Palácio de Queluz seria o seu substituto e como tal foi preparado com todo o fausto e aparato condignos com a residência nobre do Infante.


Retrato de D. Pedro III. Atribuído a Francisco Vieira de Matos, 1750-1783

0 comments

Comment

No comments avaliable.

Author

Info

Published in 23/11/2020

Updated in 19/02/2021

All events in the topic Palácio de Queluz:


Invalid Date1ª Fase de construção - 1747-1758/17601ª Fase de construção - 1747-1758/1760
Invalid DateFestejos em honra de S. João e S. Pedro.1758Festejos em honra de S. João e S. Pedro.1758
Invalid Date2ª Fase de construção – 1758/1760-17862ª Fase de construção – 1758/1760-1786
Invalid Date3ª Fase de construção-1786-18023ª Fase de construção-1786-1802
Invalid DateO Pavilhão de D. Maria - 1784-2004O Pavilhão de D. Maria - 1784-2004
Invalid DatePalácio de Queluz doado à Fazenda Pública
Invalid DateQueluz ardeuQueluz ardeu
Invalid DateAbertura ao Público