Skip to content

Naufrágio do RMS Titanic

14/04/1912

Descrição

O naufrágio do RMS Titanic ocorreu entre a noite de 14 de abril até à manhã de 15 de abril de 1912 no Atlântico Norte, quatro dias após o início da viagem inaugural do navio que partiu de Southampton com destino à cidade de Nova Iorque. O maior navio de passageiros em serviço à época, o Titanic tinha estimadas 2.224 pessoas a bordo quando atingiu um iceberg por volta de 23:40 (horário no navio) no domingo, 14 de abril de 1912. O afundamento aconteceu duas horas e quarenta minutos depois, às 02:20 (05:18 GMT) na segunda-feira, 15 de abril, resultando na morte de mais de 1.500 pessoas, transformando-o em um dos desastres marítimos mais mortais.

O Titanic recebeu seis avisos de mar com gelo em 14 de abril, mas estava perto da velocidade máxima quando seus vigias avistaram o iceberg. Incapaz de virar rápido o bastante, o navio sofreu um golpe a estibordo (lado direito) que abriu cinco de seus dezesseis compartimentos. O Titanic foi desenhado para flutuar com quatro de seus compartimentos estanques dianteiros inundados, mas não mais, e a tripulação logo percebeu que o navio iria afundar. Eles usaram sinalizadores e mensagens de radiotelegrafia para buscar ajuda, enquanto os passageiros eram colocados dentro dos botes salva-vidas. 

De acordo com a prática existente, o sistema de botes salva-vidas do Titanic foi pensado para transportar passageiros para embarcações de resgate próximas, e não para ter todos a bordo de um bote simultaneamente; portanto, com o navio afundando rapidamente e a ajuda ainda muito distante, não havia refúgio seguro para muitos dos passageiros e tripulantes. Com isso, e com a má gestão na evacuação, o resultado foi que muitos barcos foram lançados antes de serem completamente cheios.

Assim, quando o Titanic afundou, mais de mil passageiros e tripulação ainda estavam a bordo. Quase todos aqueles que pularam ou caíram na água, ou afundaram ou morreram em minutos devido aos efeitos da hipotermia. O navio de passageiros britânico Carpathia registrou os pedidos de socorro do Titanic, quando navegava a quase 100 km de distância. Desviou sua rota e chegou ao local por volta de uma hora e meia depois do naufrágio, resgatando os últimos sobreviventes por volta das 9:15 de 15 de abril, quase nove horas e meia após a colisão. 

O desastre causou indignação generalizada pela falta de botes salva-vidas, regulamentos negligentes e o tratamento desigual das três classes de passageiros durante a evacuação. Os inquéritos subsequentes recomendaram alterações radicais nos regulamentos marítimos, levando ao estabelecimento em 1914 da Convenção Internacional para a Salvaguarda da Vida Humana no Mar (SOLAS em inglês), que ainda hoje regulamenta a segurança marítima.

Infográfico: O naufrágio do Titanic

Titanic: nova investigação diz que causa do naufrágio não foi o iceberg

Titanic - Naufrágio completa 100 anos

1912: Naufrágio do Titanic

Sobrevivendo Titanic: 22 fotos do que aconteceu após o naufrágio

Naufrágio do Titanic (1912): impacto na imprensa da época

Ilustração do naufrágio do Titanic, por Willy Stöwer em 1912
O Titanic em sua fase de testes em 2 de abril de 1912
Rota da viagem inaugural do Titanic de Southampton até Nova Iorque, e o ponto onde naufragou marcado...
O iceberg que se acredita ter sido atingido pelo Titanic, fotografado pelo chefe de serviço do navio...
TITANIC - SOBREVIVENTE BRASILEIRA FALA SOBRE A TRAGÉDIA (1979)
ESTE TALVEZ TENHA SIDO UM DOS MOTIVOS DO NAUFRÁGIO DO TITANIC!

0 comments

Comment

No comments avaliable.

Author

Info

Published in 27/12/2018

Updated in 19/02/2021

All events in the topic Miscelânea:


14/04/1912Naufrágio do RMS TitanicNaufrágio do RMS Titanic
26/08/1883Erupção do KrakatoaErupção do Krakatoa
01/01/1818Frankenstein é publicadoFrankenstein é publicado