D. Fernando II adquire o Mosteiro de Nossa Senhora da Pena

01/01/1838View on timeline

No seguimento da extinção das ordens religiosas, ocorrida em 1834, o rei-consorte de Portugal, D. Fernando II (1816-1885) arrematou o Mosteiro de Nossa Senhora da Pena em hasta pública, pela quantia de 761.000 réis, responsabilizando-se por cuidar da sua conservação, visto ser um monumento nacional. No mesmo mês, registam-se as primeiras despesas com as “reais obras do palácio acastelado da Pena”.

Mosteiro de Nossa Senhora da Pena

0 comments

Comment

No comments avaliable.

Author

Info

Published in 14/12/2020

Updated in 19/02/2021

All events in the topic Mosteiro e Palácio:


Invalid DateErmida de Nossa Senhora da PenaErmida de Nossa Senhora da Pena
Invalid DateMosteiro de Nossa Senhora da PenaMosteiro de Nossa Senhora da Pena
Invalid DateRetábulo de Nicolau de ChantereneRetábulo de Nicolau de Chanterene
Invalid DateRevestimento azulejar da IgrejaRevestimento azulejar da Igreja
Invalid DateMorte de Frei Brás de BarrosMorte de Frei Brás de Barros
Invalid DateDanos provocados por um raioDanos provocados por um raio
Invalid DateVitrais da Capela do Palácio da PenaVitrais da Capela do Palácio da Pena
Invalid DateConstrução do Palácio NovoConstrução do Palácio Novo
Invalid DateCampanha decorativa da casa Barbosa e CostaCampanha decorativa da casa Barbosa e Costa
Invalid DateA Condessa d'Edla herda o Palácio da PenaA Condessa d'Edla herda o Palácio da Pena
Invalid DateDe Palácio Real a Palácio NacionalDe Palácio Real a Palácio Nacional
Invalid DateReformulações dos ambientes decorativosReformulações dos ambientes decorativos
Invalid DateRestauro integral do Salão NobreRestauro integral do Salão Nobre