Skip to content

Liliana Sanches

11/2020

Em suspensão

EM SUSPENSÃO

EM SUSPENSÃO Por Liliana Sanches Em suspensão faz parte de uma série fotográfica com o mesmo título realizada durante o período de isolamento social no ano de 2020. A fotografia traz reflexões sobre o corpo e a casa, representados pela experiência de uma personagem jovem ao se relacionar pela primeira vez e de forma tão intensa com o processo de reclusão e isolamento social durante uma pandemia. O abatimento como sintoma da saudade de sua rotina diária e do deslocamento se faz perceber em sua figura. A personagem sente saudade dos amigos e das pessoas que via diariamente. Sente saudade dos caminhos feitos pela rua entre a casa e a escola, através das calçadas, do barulho e da confusão do trânsito. Saudade de uma liberdade que a levava à praia nos finais de semana. Saudade da areia macia, do barulho do mar e do ir e vir das ondas sobre seus pés. Com o isolamento o seu deslocamento passa a ser no interior de uma casa. Por meses esse é seu novo universo de exploração: um espaço de 75m2. O seu corpo passa a ter uma experiência diferente com a casa, sendo esse um espaço abrigo e o nosso lugar mais íntimo. Confinada nesse espaço, tudo se torna fonte de inspiração e de distração. Os cantos da casa, seus objetos e suas finalidades de uso passam a ter um novo olhar diante do convívio diário, obrigando-a a observar e a retornar a atenção a esses objetos em tempo muito curto. Esses objetos que dividem o mesmo espaço da casa passam a ter um papel duplo, aparecendo simultaneamente como personagens e como reflexos de nós mesmos e nossas escolhas onde, ao observa-los, resgatamos lembranças e projetamos nossos sonhos e desejos para o futuro que nos espera. Nos tornamos também parte desse espaço da casa e do seu movimento. “Agora ela está ali, isolada. Ela e a saudade. As duas apenas com a memória de um outro tempo que não existe mais. Ela flutua, suspensa no tempo. Repousa sobre a mesa, com um travesseiro branco, ouvindo o som do mar”. Para a série, um dos pontos de partida para a construção poética das imagens foi um objeto artístico. Um pequeno travesseiro branco com uma concha em grafite desenhada sobre o tecido de algodão chamado “Descanso”.


Fórum da Imagem

Portifólio-Liliana Sanches

0 comments

Comment

No comments avaliable.

Author

Info

Published in 7/12/2020

Updated in 19/02/2021

All events in the topic A imobilidade na produção e o que isso diz sobre os artistas contemporâneos:


01/2020 (Aprox)A imobilidade na produção e o que isso diz sobre os artistas contemporâneos - Amanda Amaral & Lindomberto Ferreira AlvesA imobilidade na produção e o que isso diz sobre os artistas contemporâneos - Amanda Amaral & Lindomberto Ferreira Alves
02/2020Rebecca França VianaRebecca França Viana
03/2020Duda VianaDuda Viana
04/2020Heitor AndradeHeitor Andrade
05/2020Leonardo SousaLeonardo Sousa
06/2020Carol MuñozCarol Muñoz
07/2020CasüCasü
08/2020Camila BeatrizCamila Beatriz
01/09/2020 • 16:47:40João Victor SoaresJoão Victor Soares
10/2020Charles CunhaCharles Cunha
11/2020Liliana SanchesLiliana Sanches
12/2020Maria Eduarda RamosMaria Eduarda Ramos
01/2021Marcos MartinsMarcos Martins
02/2021Gabriel LordêlloGabriel Lordêllo
03/2021Gabi FaryasGabi Faryas
04/2021Larissa GodoyLarissa Godoy
05/2021Stefany PowllakStefany Powllak
06/2021Ana LuízaAna Luíza