Pela sua participação na conjura contra D. João II, foi executado em Évora, em 1483 - (D. Fernando II, 3.º Duque de Bragança)

21/06/1483View on timeline

Fernando II, Duque de Bragança (Vila Viçosa, 1430 — Évora, 21 de junho de 1483) foi o 3.º Duque de Bragança, filho mais velho de Fernando I, Duque de Bragança e da sua esposa Joana de Castro, conhecido por "O Africano", pelos sucessos de conquistas em África. Foi executado em Évora, em 1483, por ordem do Rei João II. Teve excelentes relações com Afonso V, tendo sido nomeado fronteiro das províncias de Entre-Douro-e-Minho e de Trás-os-Montes. Recebeu o título de Conde de Guimarães e, mais tarde, de ducado. Acompanhou o rei em várias campanhas em África.

Em 1478, sucedeu ao seu pai no Ducado de Bragança e tornou-se titular do maior domínio senhorial, não só de Portugal, como de Castela, Navarra e Aragão. Entretanto, em 1481, subiu ao trono João II, que desejava fortalecer o poder real e ter um controlo mais apertado das regalias das classes privilegiadas. O Duque de Bragança, alcaide de numerosas fortalezas, contestou a decisão do rei, declarando-a lesiva da sua dignidade e excessivamente rigorosa. O protesto contou com o apoio dos irmãos do Duque de Bragança e do Duque de Viseu.

Mais tarde, entre as escrituras existentes de doações e privilégios dados ao Ducado de Bragança e guardados num cofre em Vila Viçosa, um inspetor da fazenda alegou ter encontrado cartas onde o Duque de Bragança, receoso da inimizade do novo Rei, tentava ganhar aliados em Castela. As cópias dessas cartas foram enviadas ao rei, que mandou julgar o Duque de Bragança em Évora. Acabou condenado à morte, tendo sido decapitado a 21 de junho de 1483. Manuel I anulou este processo em 1500 e devolveu as terras e os títulos ao filho do Duque de Bragança (Jaime).

Não se pode precisar se João II tinha apenas uma suspeita, uma certeza ou se precisava de um pretexto para se livrar do Duque de Bragança, uma vez que lhe confiscou todos os bens após a sentença. A verdade é que o cenário em que decorreu o julgamento não foi discreto. O rei mandou decorar a sala com panos onde figuravam cenas da história de Trajano, com exemplos de "severidade e justiça" desse imperador de Roma.

O Duque casou duas vezes: a primeira a 2 de maio de 1447, com apenas 17 anos, com D. Leonor de Meneses (1430-1452), filha de Pedro de Meneses; a segunda, a 19 de setembro de 1472 com D. Isabel de Viseu (1459-1521), filha do infante D. Fernando, Duque de Viseu.


D. Fernando II, 3.º Duque de Bragança.

0 comments

Comment

No comments avaliable.

Author

Info

Published in 16/05/2019

Updated in 19/02/2021

All events in the topic Casa de Bragança:


Invalid DateNascimento do Dom Pedro INascimento do Dom Pedro I